manhãs de quarta-feira

o despertador
ela resmunga
olhos de menina
inchados de sono
ela se revolta de bruços
esmurra o travesseiro
é o pequeno quadro
das manhãs de quarta-feira

logo ela se levanta
bate a porta do banheiro
faz ressoar a tábua
depois o fluxo
agudo e contínuo
e um bocejo irado
e a seguir a porta escancarada
e o halo dourado da juba
e o salto súbito
e o jogo das molas
ela puxa os lençóis
onde está meu café
ela pergunta
com uma surpresa exigente
que parece sempre inédita
como todas as coisas
capazes de redenção

Anúncios

Sobre pedrogonzaga

Músico, professor, tradutor e azarão da escrita. Ver todos os artigos de pedrogonzaga

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: