resina

a resina dos pinheiros
que o calor nebuliza
diz que é verão
e que sobrevivemos

a água nas bromélias
cantam as cigarras
ainda resta um pouco de lama
às margens do caminho

é hora de voltar
nossas peles reluzentes
exalação da chuva
acordam os mosquitos
mais um dia se apaga

Anúncios

Sobre pedrogonzaga

Músico, professor, tradutor e azarão da escrita. Ver todos os artigos de pedrogonzaga

Uma resposta para “resina

  • Leitor

    Tirando o último verso, que eu não entendi se fazia parte do intra da poesia ou do inter (da confecção), está outra vez fantástica. Estou aprendendo a ler poesias com o senhor =). Bem, como eu disse no comentário da “Compras”, eu estou bastante ansioso para o próximo livro. Abraço =)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: