eu a conheço

eu a conheço em forma pura
não em seu batom defensivo
e a um só tempo comburente
nem em suas calças malignas
recambiável nudez das pernas

eu a conheço em forma pura
não na feroz armação do mundo
em olhos feito convite e fumaça
não entre as lâminas do relógio
que a leva à sombra de frios corredores

eu a conheço em forma pura
quando a manhã
entra pela porta
e toca seu rosto 
tal uma carícia
toco seu corpo 
com patas de urso
e seu pescoço emerge
das cobertas branco
favo de baunilha

Anúncios

Sobre pedrogonzaga

Músico, professor, tradutor e azarão da escrita. Ver todos os artigos de pedrogonzaga

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: