paredes

haveria de ser improvável
submetidos às paredes nuas
de um estranho labirinto
feito de tempo e tardes
chegarás sempre depois
ao corredor opaco
que tantas vezes terei
percorrido antes

tudo te parecerá novo
o jasmineiro cenográfico
três leopardos domésticos
os lençóis imaculadamente brancos
e tua pele será jovem
e eu já não serei um monstro
e onde tudo parecera improvável
e onde a solidão parecera um destino
já não terei de esperar ninguém
já não haverá mais sacrifícios
nem que para isso eu precise fingir
que chegamos juntos a este lugar
Anúncios

Sobre pedrogonzaga

Músico, professor, tradutor e azarão da escrita. Ver todos os artigos de pedrogonzaga

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: