há um lugar no sul

há um lugar no sul –
já não cintilam as facas
tremulam falsos payadores
milongas esquentam o polegar
não há mais cavalos no sul
os homens morrem hoje
em camas brancas de hospital
em lenços de nós frouxos

sem conhecer o aço ao sol

mas há um lugar no sul
onde a manhã se ergue
desde sempre a mesma
avanço único do verde
até encontrar a cidade
sobrados mudos e mofados
a beleza do sul está em ruínas
amadas ruínas
verdadeiras ruínas

Anúncios

Sobre pedrogonzaga

Músico, professor, tradutor e azarão da escrita. Ver todos os artigos de pedrogonzaga

Uma resposta para “há um lugar no sul

  • Bruno

    Caro Pedro, belos versos reversos da veracidade em voga.
    O Sul é assim: único, criança de amigo imaginário eterno.
    1 paulista no pampa(eu).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: