Dentro da selva
sempre e cada vez mais
dentro da selva
onde não chegam os selvagens
onde os animais
abandonam as armas
garras e dentes
sempre em frente
rumo ao fim da própria
selva
rumo ao fim de toda
memória
de todos os cantos
de todos os passos
de toda promessa
de toda ilusão.

Anúncios

Sobre pedrogonzaga

Músico, professor, tradutor e azarão da escrita. Ver todos os artigos de pedrogonzaga

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: