Contradança

O pó recobre todas as coisas,
à espera de uma contradança
na escuridão da casa fechada.
Sobre o aparador um dia em uso
seis pequenas taças de vinho do porto
em tudo iguais a taças de vinho tinto
já não lembram das festas
nem de como eram chamadas
para o derradeiro brinde.
Esqueceram,
regeladas pelas vetustas
armações dos porta-retratos,
dos lábios jovens
que tantas vezes
acenderam seus corpos de cristal.

Anúncios

Sobre pedrogonzaga

Músico, professor, tradutor e azarão da escrita. Ver todos os artigos de pedrogonzaga

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: